Contabilidade consultiva: o que é e como aplicar no seu escritório contábil

A contabilidade consultiva é uma evolução do modelo tradicional. Nela, além de cuidar das rotinas tributárias e fiscais, o contador passa a ser um aliado do empreendedor.

Diante de um mercado cada vez mais competitivo em todos os setores, se destaca o negócio que consegue estar à frente do seu tempo. Para isso, uma análise de cenário, finanças e oportunidades pode fazer toda a diferença.

É aí que entra o contador consultivo, que será responsável em levantar tais informações e repassá-las ao empreendedor, que poderá então tomar decisões mais assertivas.

Para explicar de forma mais detalhada o que é a contabilidade consultiva, e como aplicá-la no seu escritório contábil, preparamos o artigo abaixo. Confira!

O que é contabilidade consultiva?

A contabilidade consultiva é um novo modelo contábil que vem ajudando os empreendedores a tomarem melhores decisões. Neste modelo, o contador passa a atuar como um consultor, interagindo e fornecendo informações mais estratégicas, ao mesmo tempo em que analisa dados conjuntamente com o empresário.

Dessa maneira, a contabilidade consultiva pode ser considerada uma evolução da contabilidade tradicional. Ou seja, seu papel é manter líderes e gestores informados sobre os aspectos contábeis mais relevantes da empresa, como planos econômicos e financeiros. Isso reforça a gestão a partir de orientações e avaliações estratégicas.

Por fim, podemos dizer que a contabilidade  consultiva proporciona uma nova dinâmica aos trabalhos contábeis. Para isso, alia o conhecimento dos profissionais da área ao do gestor. 

Com isso, além de apenas entregar informações referentes às exigências legais de escrituração e pagamento de tributos, contribui para aprofundar o nível de entendimento dos gestores sobre o negócio, suas finanças e, assim, contribuir para o seu crescimento sustentável.

Leia também::: Quais são as rotinas do setor financeiro?

Como funciona a contabilidade consultiva?

Na contabilidade consultiva, o profissional contábil atua mais próximo do cliente, criando uma relação de confiança. Isso porque ele tem acesso a todas as informações necessárias para poder fazer um diagnóstico da saúde financeira do negócio.

O contador consultivo interpreta essas informações e, considerando o ramo de atuação da empresa e a conjuntura econômica, consegue estabelecer um planejamento estratégico. Com esse estudo, ele organiza as finanças e a parte fiscal. 

Além disso, o profissional também aponta as melhores opções de alocação de recursos e ajuda na tomada de decisão do empreendedor de forma geral. Com isso, a contabilidade consultiva visa corrigir falhas nas finanças dos seus clientes e mitigar possíveis problemas que a empresa venha a ter no futuro. 

Vantagens da contabilidade consultiva

Já mencionamos acima as informações mais apuradas que o contador consultivo passa aos empreendedores. Mas há também outras vantagens neste modelo, tais como:

Melhor relacionamento

Um dos principais benefícios de aplicar a contabilidade consultiva em seu negócio é garantir a melhoria no relacionamento com os clientes do seu escritório contábil, o que potencializa a retenção desses clientes.

Redução de custos

Além de aumentar a taxa de lucratividade com a retenção, a contabilidade consultiva também pode ajudar você a diminuir os custos, as falhas e os prejuízos das empresas.

Processos inovadores 

O contador não deve apenas fazer relatórios para os seus clientes, mas realmente ajudá-los a manter a saúde financeira de suas empresas em dia. Por meio da contabilidade consultiva, se torna ainda mais fácil realmente fazer a diferença para o público atendido.

Resultados mais assertivos

Com esta metodologia, o consultor passa a atuar mais efetivamente na busca de encontrar as soluções ideais para os clientes. 

Como aplicar a contabilidade consultiva no escritório contábil? 

Se você é contador e busca formas de fazer seu escritório faturar mais, atuar de forma consultiva pode fazer toda a diferença. Para isso, o primeiro passo é alinhar o propósito com sua equipe. Afinal, todos devem estar alinhados sobre o que é a contabilidade consultiva e que tipo de serviço passará a ser oferecido aos clientes.

Em seguida, o ideal é começar a aplicar o modelo inicialmente com um cliente, preferencialmente um que seja mais flexível. Explique para ele como será o atendimento e o que seu escritório passará a oferecer. Assim que conseguir aplicar o modelo com sucesso no primeiro cliente, comece a oferecer aos demais, usando o primeiro como seu case de sucesso.

Além disso, invista em tecnologia. Ter plataformas contábeis e de gestão de tarefas permitirá que você possa agilizar o trabalho, tendo mais tempo para atuar de forma estratégica. 

Tais ferramentas automatizam uma série de tarefas, principalmente as repetitivas, e fornecem relatórios, gráficos e informações que facilitam a vida do contador. Com isso, ele apenas analisa resultados e poderá dar informações mais assertivas aos clientes.

Por fim, a parte mais importante: traduza as informações contábeis para a linguagem do empresário. Para isso, use gráficos, planilhas — entregue algo palpável. Isso fará ele compreender os números e, com sua consultoria, tomar as decisões mais assertivas para o negócio.

Leia também::: BPO Financeiro: quais são as perspectivas para o serviço nos próximos anos?

Se torne um consultor financeiro

Como vimos, a contabilidade consultiva é uma evolução do trabalho já realizado pelo profissional contábil. Ele apenas deixará de ser mais passivo e se tornará mais ativo na relação com os clientes.

Ao invés de apenas receber informações e fazer as rotinas contábeis, ele usará as informações que já possui para dar ao cliente um melhor panorama sobre seu negócio. É por isso que o profissional passa a ser um consultor financeiro e contábil.

Por fim, esperamos que tenha compreendido o que é e como aplicar no seu escritório a contabilidade consultiva. E para ampliar seu conhecimento, confira também nosso artigo “Como ser um consultor financeiro?”.

Rolar para cima