Guia das rotinas do setor financeiro: com passo a passo prático

Todo empresário tem como objetivo alcançar o sucesso nos negócios. Como todos sabem, o dinheiro é vital em qualquer tipo de empreendimento, portanto, saber criar rotinas do setor financeiro pode ser fundamental para garantir a saúde da empresa.

Diante de um mercado tão acirrado, manter as finanças em dia é de suma importância para enfrentar os concorrentes. Para que isso seja possível, é necessário analisar, avaliar, monitorar e controlar todas as operações, desde a entrada até a saída dos recursos.

Com o objetivo de esclarecer todas as suas dúvidas sobre como aplicar esse processo em sua empresa, neste post apresentamos um guia das rotinas do setor financeiro para manter a saúde empresarial em dia. Boa leitura!

O que é saúde financeira?

Saúde financeira, aplicada aos negócios, significa honrar compromissos com terceiros, pagar despesas e custos decorrentes da atividade empresarial, garantir capital de giro para otimizar potenciais investimentos e ainda obter lucros no final das operações.

Para você saber como está a saúde financeira do seu negócio, é fundamental analisar a situação empresarial, isto é, trabalhar com valores reais e indicadores contábeis financeiros que demonstrem como o dinheiro está sendo aplicado e quais são os pontos que mais geram gastos.

É inútil trabalhar com valores imaginários, sem ter a certeza de como e de onde vieram esses dados, pois isso pode até levar a empresa à falência a longo prazo. Por meio de indicadores seguros e informações confiáveis, é possível traçar ações mais estratégicas que potencializam a tomada de decisão e evitam dores de cabeça.

Leia também::: 5 estratégias de como vender BPO financeiro

Como criar rotinas do setor financeiro nos negócios?

Garantir a saúde financeira de uma empresa não é uma tarefa fácil e não acontece da noite para o dia. Para que as empresas possam enfrentar a concorrência e atravessar períodos de crise, é necessário seguir algumas rotinas do setor financeiro que garantam maior controle das finanças. 

Confira os principais rotinas abaixo:

1. Gestão de custos

Arcar com custos é inevitável, sendo uma responsabilidade presente no desenvolvimento de qualquer atividade. Portanto, é o principal fator que influencia a formação do preço de venda e a gestão financeira de toda a empresa.

Uma gestão de custos eficiente garante melhores resultados, pois permite estabelecer uma margem de lucro condizente com o desejo do empresário e a necessidade da empresa, além de fornecer dados sobre o desempenho das atividades, possibilitando a manutenção ou alteração das práticas realizadas em determinadas vezes.

Ao realizar rotinas com eficiência, os benefícios serão imediatos, pois você poderá reduzir os riscos do negócio, precificando os produtos corretamente e, consequentemente, aumentando a lucratividade empresarial.

2. Gestão de contas a pagar e a receber

Organização é a chave para o sucesso nos setores financeiros. Diante disso, surgem dois pilares principais desse setor: contas a pagar e contas a receber.

Nesse sentido, é imprescindível estar atento aos prazos de pagamento para que todas as obrigações sejam pagas antes do vencimento, de modo a evitar multas e juros. Além disso, o cumprimento dos prazos de contas a pagar facilita a negociação com os fornecedores e reforça um relacionamento livre de conflitos.

Quanto às contas a receber, a premissa é a mesma: o controle das datas de recebimento, bem como o provisionamento de eventuais inadimplências dos clientes desse setor, são fundamentais para não comprometer a saúde financeira.

Assim, se algum cliente não honrar os pagamentos, sua empresa estará preparada para este imprevisto. Além disso, com os dados reais de quanto a empresa ainda vai receber, o planejamento dos investimentos futuros é feito com mais segurança. Esse gerenciamento é feito por meio de fluxo de caixa.

3. Controle de fluxo de caixa

Essa ferramenta é a mão direita dos gestores, já que contém informações gerenciais do dia a dia da empresa. Quando feito corretamente, o fluxo de caixa demonstra todas as entradas e saídas do negócio, permitindo uma visão futura das finanças.

O fluxo de caixa é decisivo para a produção financeira das empresas, pois pode ser elaborado quinzenal, mensal, trimestral ou semestralmente. O período deve ser analisado de acordo com a necessidade individual de cada empreendimento. Com isso, ao verificar o fluxo, o gestor saberá quanto terá que pagar nos próximos períodos.

Porém, vale lembrar que para que essa ferramenta traga resultados positivos, é importante que todas as entradas e saídas estejam nela registradas, independente de seu valor.

4. Controle de estoque

Quantas vezes você já ouviu a frase: “estoque ocioso é dinheiro ocioso”? Entender indicadores como giro de estoque é fundamental para saber quanto tempo a mercadoria fica parada na sua empresa.

Outro fator que merece atenção na hora de elaborar rotinas do setor financeiro é o estoque mínimo e o estoque máximo. Todas essas métricas fazem parte do controle de estoque. Quando bem preparados, garantem um giro de insumos e mercadorias, contribuindo, consequentemente, para a saúde financeira dos negócios.

Que erros evitar para não comprometer a saúde financeira?

Saber o que deve ser feito para manter a saúde financeira não é suficiente. Existem erros vitais que precisam ser evitados para que as ações de gestão em conjunto com as rotinas do setor financeiro alcancem os resultados desejados.

O principal e mais comum erro nas empresas é misturar despesas pessoais com despesas comerciais. Isso pode inflar os custos e comprometer consideravelmente as finanças.

Outro fator que não pode ser esquecido é a desconsideração das informações contábeis para a tomada de decisão. Esse conhecimento é uma rica fonte de dados e indicadores financeiros e gerenciais que orientam decisões mais seguras e positivas.

Leia também::: BPO o que é? E como fazer na prática

Rotinas fundamentais para o negócio

Como você pode ver, a criação de rotinas para o setor financeiro é vital para garantir a continuidade das atividades empresariais. Assim, quando essas rotinas são aplicadas de forma consistente, o sucesso está próximo.

Para quem é profissional do BPO Financeiro, aplicar essas rotinas com os seus clientes pode ser um grande diferencial competitivo, além de garantir mais noção do que deve ser feito, e quando deve ser feito. Isso ainda transmite maior confiança ao cliente e permite que ele possa acompanhar a saúde financeira do negócio em tempo real.

E aí, gostou do artigo sobre rotinas do setor financeiro? Caso queira seguir recebendo dicas e muita informação, siga a PlayBPO nas redes sociais: estamos no Facebook, Instagram e Youtube!

Rolar para cima